Comparative assessment of the mechanical behaviour of aerated lightweight concrete

  • Romildo Berenguer Universidade Federal de Pernambuco/Departamento de Engenharia Civil-Estruturas (Materiais) http://orcid.org/0000-0003-1264-0147
  • Jairo Mariz Tecomat - Engenharia
  • Angelo Just UPE/POLI/Universidade de Pernambuco e UNICAP-PE/Departamento de Engenharia Civil
  • Eliana Monteiro UPE/POLI/Universidade de Pernambuco e UNICAP-PE/Departamento de Engenharia Civil
  • Paulo Helene Ph.D.–Engenharia, Department of Civil Engineering, Street Viscount in Black Gold, São Paulo 01303-060, Brazil
  • Romilde Oliveira Universidade Federal de Pernambuco/Departamento de Engenharia Civil-Estruturas (Materiais) UNICAP-PE/Departamento de Engenharia Civil
  • Arnaldo Carneiro Universidade Federal de Pernambuco/Departamento de Engenharia Civil-Estruturas (Materiais)
Keywords: lightweight concrete and incorporated air, concrete wall, compressive strength, capillarity, absorption

Abstract

Or the present study aims to discuss or effect two incorporators of non-mechanical behavior and durability of non-local molded concrete elements. The experiment was developed with a set of samples with 4 different specific masses (1500kg / m3, 1700kg / m3, 2000kg / m3 and 2300kg / m3) and 3 water / food ratios (0.63 - 1: 5, 0.50 - 1: 4, 0.43 - 1: 3), tests for the determination of compressive strength, water absorption, depth ratio and depth of carbonation. The results obtained are not expressive, they do not behave as indicators of armor protection (water absorption and carbonation) or confirm the need to use additional water softeners for the structure (protective paints, stainless steel bars), due to premature loss. Gives durability to a lifelong life.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Romildo Berenguer, Universidade Federal de Pernambuco/Departamento de Engenharia Civil-Estruturas (Materiais)
Possui Graduação em Engenharia Civil pela Universidade Católica de Pernambuco (2016), Mestrado em andamento Engenharia Civil pela Universidade Federal de Pernambuco. É Participante do Grupo de Pesquisa Construção Civil e Análise Estrutural/UNICAP-PE e Caracterização Mecânica e Microestrutural de materiais/UFPE - Universidade Federal de Pernambuco/Departamento Engenharia Civil, com as seguintes Linhas de Pesquisa: Caracterização Mecânica e microestrutural de materiais, compósitos e Interfaces (MEV, DRX, IRS, DTA-TG, XRF, indentação instrumentada, Refinamento Estrutural Rietveld). Materiais de Construção Civil (Laboratório de Tecnologia dos Materiais de Construção e Estruturas), Patologias das Edificações, Recuperação das Estruturas de Concreto Armado, Prevenção de Estruturas de Concreto, Durabilidade das Estruturas de Concreto. Bolsista de Iniciação Científica/UNICAP da Universidade Católica de Pernambuco. Atuando como Monitor nas Disciplinas Concreto Armado I, Durabilidade das Estruturas, Recuperação Estrutural, Resistência dos Materiais I, Materiais de Construção Civil I, Materiais de Construção Civil II, Física I e Topografia I. Tem interesse nas pesquisas em, Resíduos Industriais, Cimento Portland, Filler Calcáreo, Ativação Alcalina, Soluções Sólidas complexas (Taumasita, Etringita), Tem experiência na área de Matemática, com ênfase em Matemática, atuando principalmente no seguinte tema: III seminários temático de matemática.
Jairo Mariz, Tecomat - Engenharia
Possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade de Pernambuco(2013). Atualmente é Engenheiro Civil da Tecomat Engenharia. Tem experiência na área de Engenharia Civil, com ênfase em Construção Civil.
Angelo Just, UPE/POLI/Universidade de Pernambuco e UNICAP-PE/Departamento de Engenharia Civil
Engenheiro Civil pela Universidade Federal de Pernambuco (1996), Mestre (2001) e Doutor (2008) em Engenharia Civil pela Universidade de São Paulo. Atualmente é Professor Assistente da Universidade de Pernambuco e Universidade Católica de Pernambuco. Diretor Técnico da Tecomat Engenharia Ltda. Vice Coordenador do GT de Argamassas do ANTAC (Associação Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído). Possui atuação na área de Engenharia Civil, com ênfase em Materiais e Componentes de Construção.
Eliana Monteiro, UPE/POLI/Universidade de Pernambuco e UNICAP-PE/Departamento de Engenharia Civil

Professora Adjunta da Escola Politécnica de Pernambuco (POLI/UPE). Professora Assistente IV da Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP). Doutora em Engenharia de Construção Civil pela Universidade de São Paulo (USP/2002). Mestre em Engenharia Estrutural pela Universidade de Brasília (UnB/1996). Engenheira Civil pela Universidade de Pernambuco (UPE/1993). Professora do Curso do Mestrado em Construção Civil da POLI/UPE. Professora do Curso de Mestrado em Engenharia Civil da UNICAP. Professora do Curso de Especialização em Inspeção, Manutenção e Recuperação de Estruturas da UPE. Orienta alunos de Projeto Final de Curso, Iniciação Científica, Especialização e Mestrado. Publicou mais de 300 trabalhos em congressos, revistas nacionais, internacionais e capítulos de livros. Ministra Cursos no Brasil e no Exterior na área de Inspeção e Recuperação de Estrutura de Concretos. Pesquisadora de Entidades Nacionais de Ensino e de Fomento à Pesquisa tais como: FACEPE, CNPq e CAPES

Paulo Helene, Ph.D.–Engenharia, Department of Civil Engineering, Street Viscount in Black Gold, São Paulo 01303-060, Brazil

Professor Titular da Universidade de São Paulo, Educador, Pesquisador renomado e respeitado Consultor. Engenheiro Civil, EPUSP. Especialista em "Patología de las Construcciones", Instituto Eduardo Torroja em Madrid, Espanha. Doutor em Engenharia, Pós Doutorado na Universidade da Califórnia em Berkeley, USA. Consultor do Concreto de Alto Desempenho ?HPC? utilizado no Edifício mais alto do Brasil construído em São Paulo, em 1997, com fck ≥ 50MPa ocasião na qual foi batido o recorde em altura de concreto bombeado no país. Autor do CD desenvolvido em colaboração com a ABCP, destinado ao projeto, Execução e Controle de Estruturas de Concreto usando HPC, publicado em 1999. Em 2002 alcançou o Recorde Mundial de Concreto colorido de alta resistência na obra do e-Tower com 125MPa de resistência média. Consultor de diversas empresas e entidades no país, assim como Consultor da FAPESP, CNPq, CAPES, e outras Agências de Fomento à Pesquisa. Autor de mais de 200 trabalhos e artigos técno-científicos publicados em 98 congressos, eventos nacionais e internacionais e em 25 revistas especializadas. Autor de 9 livros publicados no exterior, 3 livros publicados no Brasil e tradutor de outros 3 livros. Orgulha-se de ter formado 44 mestres e 27 doutores na área, que hoje são líderes de pesquisa em suas Instituições no Brasil e na Argentina. Tem exercido muitas atividades acadêmicas tais como Chefe de Departamento, Coordenador do Curso de Pós-Graduação, Coordenador de Pesquisas, Coordenador de Graduação, Gerência de Ensino da Escola Politecnica e outras. Em 2012 foi homenageado pelo IBRACON com o prêmio ""Epaminondas Melo do Amaral Filho", destaque em Engenharia de Concreto de Alto Desempenho (CAD). Em 2008 recebeu a honrosa condecoracao de "Ciudadano Ilustre de Quito, Ecuador". Em 2007 recebeu a "Giraldilla de la Habana", por sua contribuicao científica a Cuba. Em 2005 recebeu o Prêmio ?Award of Merit? outorgado pelo International Concrete Repair Institute ICRI em Charlotte USA. Em 2004 recebeu reconhecimento de ?Brilhante Exercício Profissional? da CEF/ANEAC e a ?Medalha? de Colaborador dos 30 anos do LEME conferida pela UFRGS. Em 2003 foi homenageado pela ALCONPAT "Asociación LatinoAmericana pela sua Trayectoria Profesional Ejemplar? e recebeu o título de ?Visitante Distinguido? conferido pelo Ayuntamiento de Mérida, Yucatán, México. Em 2002, foi agraciado com o Prêmio do American Concrete Institute ?ACI Award?, ?for sustained and outstanding contributions in the general area of design for high-rise concrete structures?. Também foi considerado ?Personalidade do Ano?, pelo Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo entre mais de 35 mil sócios, em 1997. Em 2001 recebeu o Prêmio ?Ary Torres? conferido pelo IBRACON aos profissionais que mais se destacam na área de concreto no país. Em 1999 foi agraciado com o Prêmio ?El Registro? do Instituto Mexicano del Cemento y del Concreto, IMCYC, outorgado aos profissionais mais destacados a nível internacional nas atividades de pesquisa, ensino e aplicações do cimento e do concreto. Proferiu palestras e ministrou cursos no Brasil e em 17 países no exterior. Tem sido convidado como ?keynote speaker? em mais de 35 eventos e congressos nacionais e internacionais. Frequentemente participa de Comitês Científicos em Congressos Internacionais tais como CONSEC2010 & 2007, HPC2008, e outros. Presidiu o Comitê Latino Americano de Estruturas-CLAES, participa da ABNT, ANTAC, IABSE, fib e do ACI onde é membro de Comitê Técnico Internacional. Também é representante brasileiro na rede DURAR e foi membro da Comission 5 Service Life da FIB (CEB.FIP). Atualmente é Presidente honorífico da ALCONPAT Asociación Latino Americana de Contro lde Calidad, Patología y Recuperación de la Construcción. Presidente do IBRACON de 2003 a 2007 e seu Conselheiro Permanente. Diretor da PhD Engenharia (www.concretophd.com.br).

Romilde Oliveira, Universidade Federal de Pernambuco/Departamento de Engenharia Civil-Estruturas (Materiais) UNICAP-PE/Departamento de Engenharia Civil
Possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Pernambuco(1967), especialização em Curso de Especialização em Concreto Protendido pelo Instituto de Pesquisas Rodoviárias(1970), especialização em Engenharia Civil Saneamento pela Universidade Federal de Pernambuco(1967), mestrado em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Rio de Janeiro(1973), doutorado em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Rio de Janeiro(1997) e pós-doutorado pela Universidade de São Paulo(2011). Atualmente é professor titular da Universidade Católica de Pernambuco, Revisor de periódico da Revista do Ambiente Construído, Revisor de periódico da Revista Árvore, Revisor de periódico da RIEM - Revista IBRACON de Estruturas e Materiais, Diretor Regional - Pernambuco do Instituto Brasileiro do Concreto, Membro de corpo editorial da Revista IBRACON de Estruturas e Materiais, Membro de corpo editorial da Revista IBRACON de Estruturas e Materiais, Revisor de projeto de fomento do Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, Revisor de projeto de fomento do Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco, Revisor de periódico da Ciência & Engenharia e Revisor de periódico da Revista Flammae. Tem experiência na área de Engenharia Civil. Atuando principalmente nos seguintes temas:Confiabilidade Estrutural, Segurança Estrutural, Otimização.
Arnaldo Carneiro, Universidade Federal de Pernambuco/Departamento de Engenharia Civil-Estruturas (Materiais)
Bachelor's at Civil Engineering from Universidade Federal do Pará (1989), master's at Engenharia Civil (Construção Civil) from Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1993) and doctorate at Civil Engineering from Universidade de São Paulo (1999). Has experience in Civil Engineering, focusing on Materials and Components of Construction, acting on the following subjects: concreto, construção civil, agregado, adições and argamassas.

References

ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas (1992), NBR 12645: Execução de paredes de concreto celular espumoso moldadas no local - Procedimento. Rio de Janeiro.

ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas (2012), NBR 16055: Parede de concreto moldada no local para a construção de edificações – Requisitos e procedimentos. Rio de Janeiro, Brasil.

ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas (2015), NBR 8953: Concreto para fins estruturais – Classificação pela massa específica, por grupos de resistência e consistência. Rio de Janeiro, Brasil.

ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas (2007), NBR 5739: Concreto - Ensaios de compressão de corpos-de-prova cilíndricos. Rio de Janeiro, Brasil.

ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas (2015), NBR 12655: Concreto de cimento Portland - Preparo, controle, recebimento e aceitação – Procedimento. Rio de Janeiro, Brasil.

ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas (2009), NBR 9778: Argamassa e concreto endurecidos - Determinação da absorção de água, índice de vazios e massa específica. Rio de Janeiro, Brasil.

ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas (2012), NBR 9779: Argamassa e concreto endurecidos — Determinação da absorção de água por capilaridade. Rio de Janeiro, Brasil.

ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas (1992), NBR 12646 - Paredes de concreto celular espumoso moldadas no local - Especificação. Rio de Janeiro, Brasil.

ASTM International. (2017). ASTM C150/C150M-17 Standard Specification for Portland Cement. Retrieved from https://doi.org/10.1520/C0150_C0150M-17

ASTM International. (2013). ASTM C1585-13 Standard Test Method for Measurement of Rate of Absorption of Water by Hydraulic-Cement Concretes. Retrieved from https://doi.org/10.1520/C1585-13

ASTM International. (2010). ASTM C1084-10 Standard Test Method for Portland-Cement Content of Hardened Hydraulic-Cement Concrete. Retrieved from https://doi.org/10.1520/C1084-10

ASTM International. (2017). ASTM C231/C231M-17a Standard Test Method for Air Content of Freshly Mixed Concrete by the Pressure Method. Retrieved from https://doi.org/10.1520/C0231_C0231M-17A

ASTM International. (2018). ASTM C39/C39M-18 Standard Test Method for Compressive Strength of Cylindrical Concrete Specimens. Retrieved from https://doi.org/10.1520/C0039_C0039M-18

ASTM International. (2017). ASTM C29/C29M-17a Standard Test Method for Bulk Density (“Unit Weight”) and Voids in Aggregate. Retrieved from https://doi.org/10.1520/C0029_C0029M-17A

Bauer, L. A. F. (1994), Materiais de Construção: 5.ed. Rio de Janeiro: ABDR Afiliada, v.1.f

Corsini, R. (2011) Paredes normatizadas. Norma inédita para paredes de concreto moldadas in loco entra em vigor e promete impulsionar uso da tecnologia em edificações. In: Revista Téchne, No. 183. Dezembro de 2011. Disponível em: <http://techne.pini.com.br/engenharia-civil/183/paredes-normatizadas-norma-inedita-para-paredes-de-concreto-moldadas-287955-1.aspx>

Du, L., Folliard, J. K. (2005), Mechanisms of air entrainment in concrete. Cement and Concrete Research, v. 35, n. 8, p. 1463-1471. https://doi.org/10.1016/j.cemconres.2004.07.026

Fujii, A. L., Torres, D. R., Romano, R. C. O., Cincotto, M. A., Pileggi, R. G. (2015), Impact of superplasticizer on the hardening of slag Portland cement blended with red mud. Construction & Building Materials, v. 101, p. 432-439. https://doi.org/10.1016/j.conbuildmat.2015.10.057

Helene, P., Andrade, T. (2007), Concreto de cimento Portland. In: Isaia, Geraldo Cechella. Materiais de Construção Civil e Princípios de Ciência e Engenharia de Materiais. São Paulo: IBRACON. V2, Cap. 27, p. 905 -944.

Kumaran, K., Lackey, J., Normandin, N., Van Reenen, D., Tariku, F. (2004), "Heat, Air and Moisture Transport Properties of Several North American Bricks and Mortar Mixes", Journal of Testing and Evaluation, v. 32, n. 5, pp. 383-389. https://doi.org/10.1520/JTE12079

Mehta, P. K., Monteiro, P. J. (2014), Concreto: microestrutura, propriedades e materiais. 2ª ed. IBRACON. p. 313.

Helene, P., Terzian P. (1992), Manual de Dosagem e Controle do Concreto, São Paulo, SP, Ed. Pini.

RILEM TC (1994). CPC 18 Measurement of hardened concrete carbonation depth, 1988. RILEM Recommendations for the Testing and Use of Constructions Materials. e-ISBN: 2351580117, Publisher: E & FN SPON, Pages: 56 – 58, RILEM.

Rossignolo, J. A. (2009), Concreto Leve Estrutural. Produção, Propriedades Microestrutura e Aplicações. São Paulo: Editora Pini.

Romano, R. C. O., Torres, D. R., Pileggi, R. G. (2015), Impact of aggregate grading and air-entrainment on the properties of fresh and hardened mortars. Construction & Building Materials, v. 82, p. 219-226. https://doi.org/10.1016/j.conbuildmat.2015.02.067

Romano, R. C. O., Maciel, M. H., Cincotto, M. A., Pileggi, R. G. (2017), Monitoring of hardening of Portland cement suspension by Vicat test, oscillatory rheometry, and isothermal calorimetry. APPLIED RHEOLOGY, v. 27, p. 36006. http://doi.org/10.3933/ApplRheol-27-36006

Teixeira Filho, F. J., Tezuka, Y. (1992), Considerações Sobre Algumas propriedades dos Concretos Celulares Espumosos. Boletim Técnico da Escola Politécnica da USP. Departamento de Engenharia da Construção Civil. São Paulo. EPUSP.

Torres, D. R., Fujii, A. L., Romano, R. C. O., Pileggi, R. G. (2014), Impacto da rota de incorporação de ar nas propriedades de materiais cimentícios. Ambiente Construído (Online), v. 14, p. 141-152. http://dx.doi.org/10.1590/S1678-86212014000200010

Whiting, D. A., Saak, A. W., Jennings, H. M. (1999), The influence of mixing on the rheology of fresh cement paste. Cement and Concrete Research, Volume 29, Issue 9, September 1999, Pages 1491-1496. https://doi.org/10.1016/S0008-8846(99)00124-6

Published
2018-04-30
How to Cite
Berenguer, R., Mariz, J., Just, A., Monteiro, E., Helene, P., Oliveira, R., & Carneiro, A. (2018). Comparative assessment of the mechanical behaviour of aerated lightweight concrete. Revista ALCONPAT, 8(2), 178-193. https://doi.org/10.21041/ra.v8i2.194
Section
Applied Research